sábado, 27 de dezembro de 2008

Os Mártires e a multa

A Igreja dos Mártires, no Chiado, foi onde se rezou a primeira missa depois da reconquista de Lisboa aos mouros. Foi reconstruída depois do terramoto e é uma obra prima de arte do século XVIII. Foi recentemente restaurada durante mais de um ano em que ficou fechada.

Quando ficou pronta foi inaugurada pelo Cardeal Patriarca e houve muita satisfação.

Porém, demorou mais uns dias a tirar o último tapume na rua ao lado do que a licença permitia e foi multada pelo Câmara. O Prior dos Mártires fez uma exposição ao Presidente da Câmara e, passados quase três anos, no dia 23 de Dezembro, o Dr. António Costa mandou-lhe um presente para o sapatinho: multa de 2.500 euros, mais custas, para pagar ou executar.

No dia de Natal, Commonsense foi à missa aos Mártires. Commonsense é natural da freguesia dos Mártires e foi baptisado na Igreja dos Mártires. Não ia lá há muito tempo. Maravilhou-se com a qualidade do restauro e com a beleza da Igreja. No fim, o Prior dos Mártires, antes do ita missa est, pediu mais uma esmola: para pagar esta multa. Commonsense entregou tudo o que tinha na carteira. Os outros entregaram o que entenderam.

Mas é preciso mais dinheiro. Commonsense faz um apelo a todos os bloguistas de boa vontade: dêm uma esmola à Igreja dos Mártires, para ajudar a pagar a multa.

Commonsense está revoltado. Numa terra onde nunca ninguém é condenado, seja banqueiro, autarca, clube de futebol, pedófilo ou assassino, foi a Igreja dos Mártires a ser fulminada com poder repressivo do autarca socialista.

Depois de S. Vicente e de S. Bartolomeu dos Mártires, é a própria Igreja a sofrer perseguição

25 comentários:

  1. Só uma informação: a Basílica de N.ª Sr.ª dos Mártires esteve sembre aberta ao culto, mesmo durante as obras de restauro.

    Passo a transcrever parte de um artigo que foi publicado pelo Expresso (da autoria desta humilde Fanicos, freguesa desta desta mesma freguesia):

    "A Igreja dos Mártires foi a primeira freguesia de Lisboa, instituída por D. Afonso Henriques que aí mandou edificar, logo após a conquista desta cidade, em 1147, uma “igreja em nome e voz de mosteiro de nome e titulo de Santa Maria dos Mártires” , sobre uma ermida erigida pelos cruzados ingleses a fim de dar sepultura aos “mártires” da conquista de Lisboa.
    Este é o ponto de partida da fundação da primeira Igreja dos Mártires que foi por isso a primeira igreja católica da cidade de Lisboa bem como a sua primeira paróquia e freguesia. Dela haveriam posteriormente de sair as freguesias de Stª Justa, S. Nicolau, Loreto, Encarnação, Chagas, Stª Catarina, S. Julião (extinta), Sacramento e S.Paulo.
    Nos Mártires se realizaram os primeiros baptizados portugueses de Lisboa . A sua grande carga histórica é enriquecida por acontecimentos tão importantes que transcendem a freguesia e são de âmbito nacional, como por exemplo a recepção dos restos mortais do Infante Santo, para a primeira homenagem litúrgica, quando em 1472, vieram finalmente de Marrocos.
    Figuras ilustres, naturais da freguesia dos Mártires, e na sua maioria aqui baptizadas ou residentes, são tantas que não é possível nomeá-las nesta curta nota; mas de acordo com “Lisboa – 1755, Memórias Proquiais”, registam pelo menos 7 reis e rainhas, 10 príncipes e infantes, 12 cardeais, bispos e arcebispos, 9 heróis de armas, 76 escritores e artistas de renome, sem falar nos mais recentes, como Fernando Pessoa. Calcula-se que a primitiva igreja tenha sido erigida no que é hoje o extremo do Largo da Academia de Belas Artes (antigo Largo da Biblioteca), mesmo ao cimo da calçada de S. Francisco, calçada esta que é também uma referencia ao histórico convento de S. Francisco da Cidade."

    Quanto à multa, também acho inconcebível. E não vou limitar-se a contribuir para o seu pagament.
    Quem se mete com Fanicos ...

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Fanicos. E preciso avisar toda a gente!

    ResponderEliminar
  3. Para começar, acabei de enviar este post ao gabinete do movimento Cidadãos por Lisboa.
    É que, como lá disse, os Católicos de Lisboa também são Cidadãos.
    Vamos lá ver, se a Roseta faz alguma coisa !

    ResponderEliminar
  4. Padre Armando Duarte07/01/09, 20:10

    O Prior dos Mártires está grato pela solidariedade de Commonsense. Só dois esclarecimentos: 1. A Basílica esteve efectivamente fechada de Fevereiro a Novembro de 2005, embora as obras de reabilitação e restauro só tenham ficado concluídas a 1 de Janeiro de 2006; 2. A notificação da multa veio no início de Junho de 2008, tendo nessa altura pedido clemência, pedido que foi indeferido, pelo que recebi nova notificação em 23 de Dezembro de 2008 para pagar 2.398 € de multa no prazo de 10 dias.
    Com a história toda escrevi uma "Carta aos Paroquianos dos Mártires", no dia 30 de Dezembro.
    Padre Armando Duarte

    ResponderEliminar
  5. É inaceitável uma atitude destas! O sr. presidente da Câmara Municipal de Lisboa devia ter vergonha por permitir que se consumasse uma situação tão ignóbil sabendo, como toda a gente sabe, que as Igrejas da cidade são um equipamento ao serviço dos munícipes, pólos de atracção turística e centros de apoio social muito importantes ao serviço dos mais carenciados. Só se entende uma atitude destas vinda de um presidente da Câmara laico, ateu e que, encapotadamente para satisfazer o seu ego, prejudica a cidade, os seus habitantes e os turistas. Vamos divulgar, divulgar e divulgar, sem descanso, estas prepotências e injustiças para que nas eleições que se avizinham este sr. e os seus correlegionários percam os seus mandatos. Vou já divulgar esta vergonha pela minha mailinglist, façam o mesmo, divulguem!

    ResponderEliminar
  6. Vivemos numa sociedade virada ao contrário. O que é certo e correcto é agora considerado errado e incorrecto. A perseguição à Igreja está acesa e os católicos verdadeiramente apaixonados por Ela a podem defender e valorizar cada vez mais. Esta é a melhor herança que podemos dar aos nossos filhos e aos filhos dos nossos filhos. Amar a Igreja, tal como Jesus pede-nos uma atitude coerente. Devemos todos escrever ao Dr. António Costa e mostrarmos a nossa profunda indignação.

    ResponderEliminar
  7. E tem muita razão amigo commonsense. A atitude da Câmara revela bem o seu geitinho de gerir a crise económica e ...não só, que o Pais atravessa...A não ser que o dinheiro da multa aos Mártires esteja a fazer falta para abrir mais uns buracos na cidade, tapá-los para tornar a abri-los de novo... É claro que a Basílica, que vive apenas do que nós lhe damos mas que revela aos turistas o que na Baixa de Lisboa tem de mais belo sem cobrar um cêntimo por isso,já pagou a multa mas...a indignação é geral e a atitude do Senhor Presidente caiu mesmo mesmo muito mal...Quem procede assim não merece segundas oportunidades.E já agora, Boas Festas, que este ano há eleições!!!
    Idalina Alegria

    ResponderEliminar
  8. Enfim, o que dizer?! O bom senso não imperou. Certamente a responsabilidade última será do senhor presidente da câmara, como responsável máximo, sem dúvida, mas a passagem da multa está a cargo dos serviços camarários com competência para tal. Aí, de facto, conhecedores de todos os pormenores da razão da permanência do contentor no local, poderiam ter feito uso de uma certa condescendência, tolerância...É caso para se dizer: o que andam os serviços camarários a fazer desde que terminaram as obras e só, 3 anos depois, se lembram de aplicar a coima? E ainda para mais, determinando um prazo de 10 dias para pagamento... Enfim!
    É preciso continuar a edificar a Cidade De Deus e a Cidade dos Homens. Não há que esmorecer!A vida continua
    Luís Filipe

    ResponderEliminar
  9. Uma grande falta de bom senso, esta multa! Estamos a viver uma época de "ataques" sucessivos à IGREJA!

    ResponderEliminar
  10. Uma grande falta de bom senso, esta multa! Estamos a viver uma época de "ataques" sucessivos à IGREJA!

    ResponderEliminar
  11. Agora é presiso ajudar o Padre Armando para a reabilitação da Igreja do Sacramento, cujo projecto foi chumbado, e não recebeu um só tostão da Câmera.

    Esta Igreja também faz parte do Património artístico de Lisboa (nomeadamente do Chiado), e está literalmente a ameaçar ruina. Sobretudo por causa das obras do metropolitano e do parque de estacionamente que lhe construiram ao lado.
    Se não forem os católicos a apoiar a Igreja, o Estado quer é que tudo venha abaixo. Em nome do laicismo, creio eu.

    Este ano há eleições. Mostremos o nosso descontentamento.

    Entretanto, donativos precisam-se!

    ResponderEliminar
  12. Uma vergonha! Com estes maçons e jacobinos que nos desgovernam, nada é de admirar.
    Fica a restauração da Basílica, uma obra notável levada a bom porto contra ventos e marés.
    Felicito especialmente o Padre Armando Duarte por isso.
    fq

    ResponderEliminar
  13. É natural que todos nos sintamos indignados, perseguidos, neste caso em que o Presidente da Câmara de Lisboa não teve o bom senso de, ao ser-lhe pedida clemência pelo Prior dos Mártires, lha conceder. Possivelmente ou antes, seguramente se os contentores estivessem à porta da sede do PS, ou de algum camarada, ali continuariam até cairem aos bocados de tão velhos! Permito-me, para terminar, citar a frase maravilhosa que Jesus Cristo já crucificado e a ser alvo dos mais variados escárnios, disse: "PERDOA-LHES, PAI, PORQUE ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM". Lc.23,34

    ResponderEliminar
  14. Ao Prior dos Mártires deseja commonsense um Feliz Ano Novo e que esta dificuldade possa servir para o ajudar na sua missão sagrada de pastorear as almas.
    Que Deus o ajude e lhe dê ânimo.

    ResponderEliminar
  15. Segue ainda hoje uma carta minha para o Senhor Presidente da Câmara. Duvido que a leia duvido até que ele saiba do que se passou. Mas temos de fazer qualquer coisa. Já que este Estado laico não dá dinheiro ás nossa Igrejas pelo mesnos não nos venha tirar o pouco que temos. O dinheiro das Igrejas é o dinheiro de todos os cristãos que lá vão e, que muitas vezes apesar das dificuldades deixam uma esmola. Agora a Cãmara de Lisboa inundada por um deficit sem limite decide por bem vir buscar as esmolas das Igrejas. Daqui a pouco vem buscar os cestos com o dinheiro dos ofertórios das missas de domingo. Já faltou menos ....
    Que Deus continue a iluminar o nosso Cónego Armando Duarte.
    Maria Barroso

    ResponderEliminar
  16. Pinto y Risco09/01/09, 15:20

    Jesus! Tanta indignação deve ter enchido de satisfação o criador da multa (doravante e abreviadamente designada por m.) Ou seja esta m. de 2398 euros triplicou o seu efeito. Se é que foi intenção irritar os católicos.
    Possivelmente não. Queiramos que foi um equívoco por várias razões:
    1. Talvez tenha sido um erro informático de um computador topo de gama que ainda assim é humanamente estúpido e emitiu esta m.
    2. Um burocrata mal informado ao ler basílica pensou que ali perto do São Carlos se tratava de um Ristorante italiano onde se serve pasta com basílico a gente da ópera endinheirada e por isso obrigou os pobres a pagar a dita m.
    3. Algum zeloso da lei desconhecedor do Direito e por isso convencido que a lei das multas é para se cumprir. As leis não são para se cumprir. Servem para nos orientar. Se existisse só um cidadão e um só carro em Lisboa teria que obedecer aos sinais de trânsito? Se existisse só uma basílica no Chiado teria que pagar uma m.?
    4. A emissão desta m. creio que não foi do conhecimento do Presidente da Câmara de Lisboa. Teria que permanecer 50 anos na Praça do Município só para ler todas as multas. O dr. António Costa que como se sabe elege o Príncipe Real , desde a sua infância e hoje também o Terreiro do Paço, como locais marcantes na sua vida pessoal de lisboeta (Agenda Cultural Lisboa pag. 7, 2008) . A confirmar isto mesmo a divulgação no dia de Reis das futuras obras de saneamento do Terreiro do Paço, atestam realmente a nobreza do Sr. Presidente da Câmara, nobreza essa que além da Liberté, Égalité, Fraternité também é um dos valores reclamados pela República.
    Enfim poderia continuar os palpites até escrever um romance neste baú informático. De uma coisa estou certo. Disse que não estava indignado mas menti.
    Quem emitiu a multa, se foi com malícia, emitiu-a porque sabe que o pode fazer. Porque há católicos dúbios que põem uma vela a Nossa Senhora e quatro ao diabo, que votaram a favor e concordam que o IVA que pagam seja para financiar abortos gratuitos pelo Serviço Nacional de Saúde, que não acolhem as crianças nas paróquias, que apoiam as leis para esfrangalhar os casamentos…
    Foi por estes tíbios e por todos nós que os ingleses deixaram os seus ossos em Lisboa, que Vicente foi esquartejado, que Frei Bartolomeu afrontou um concílio… Que tantos mártires fustigaram inimigos invocando o Nome com que comecei este escrito: Jesus!

    ResponderEliminar
  17. É absolutamente extraordinário o que se passa: A CML, aquela instituição que faz obras com atrasos de 10 anos mas não paga aos cidadãos nem um tostão pelos incómodos e perdas, obriga uma paróquia a pagar uma multa de mais de 2000€ por 10 dias de atraso na retirada de um contentor, isto numa obra exemplar e de grande interesse para a nossa cidade!

    São menos 2400€ a chegar aos pobres de Lisboa, foram parar aos cofres da Câmara e por isso irão servir causas mais importantes, como pagar os custos de policiamento durante meses para não deixar as pessoas passarem no Terreiro do Paço ao Domingo...

    Thereza Ameal

    ResponderEliminar
  18. A Multa á Basílica dos Mártires

    O mal é que os Católicos tentam sabe-se-lá-porquê? Não misturar Religião e política e nas próximas eleições , para o que quer que seja , lá irão cordeirinhos e idiotas úteis votar no dito cujo partido da mãozinha direitinha fechadinha .o tal que defende as LIBARDADES.em nome de um dito laicísmo que só funciona do lado de cá para o lado de lá , pois os camaradas , semppre que podem lixam-nos bem lixados.
    Será que nunca iremos aprender que se para os Católicos Deus está em toda a parte, também está na política?
    Afinal não foi politicamente que se sancionou o aborto legal?
    E Vem aí a eutanásia!
    E vêm aí os casamentos gays !
    e sabe-se lá o que mais irão inventar estes Tipos que nos governam . Infelizmente esta doença não é só dos "mãozinhas",
    é transversal e vai até sitios e pessoas inimagináveis.

    Proponho ao Revª Conego Armando Duarte que organize e que publicite com trombetas uma noite de cantos na Basílica dos Mártires com a intenção única de recolher fundos . Comigo pode sempre contar .
    Temos o que merecemos ,é bem verdade
    Mas como dizia o Padre Malhão autor do Hino Salvé Nobre Padroeira
    " ENQUANTO HOUVER PORTUGUESES.. "
    Eles não passarão!!
    (Esta malha reaccionária é minha! )

    José Campos e Sousa
    paroquiano do Sacramento
    e Católico cheio de defeitos

    ResponderEliminar
  19. Veloso Salgado11/01/09, 16:00

    O dinheiro desta multa, esmolas roubadas aos pobres, servirá para a Câmara de Lisboa comparticipar a festa do orgulho Gay, a palhaçada de alguns lisboetas com perturbações psicosexuais, que não recorrem ao tratamento psiquiatrico e antes são apoiados pelos poderes públicos?
    Para estes está o cofre aberto.
    Ainda há vergonha em Lisboa?

    V. Salgado

    ResponderEliminar
  20. Francico Almeida13/01/09, 21:33

    É um escândalo a juntar a uma lista que não vai parar!
    O Senhor Presidente da República Portuguesa, dr. Cavaco Silva anda há seis meses indisposto a lutar e discursar na televisão com o parlamento por um insignificante e pequeno detalhe do estatuto dos Açores.
    A Lei do Aborto assinou-a ele, sr. Cavaco Silva,no próprio dia e nem mais se importunou com o sangue de tantos inocentes portugueses mortos pela Lei.
    O sr. Engenheiro Sócrates, desde impedir os capelães nos hospitais, á tentativa de remover todos os nomes religiosos de hospitais e escolas, a uma lei sobre as rádios que SÓ prejudica a Rádio Renascença, á remoçãos dos crucifixos, á proibição de aulas de Religião e Moral nas escolas bem como a punir a construção dos presépios tradicionais, vale tudo.
    O sr. Presidente da Câmara A. Costa segue a orientação da sua loja e retira os símbolos do Natal de Cristo das iluminações da Baixa e agora esta multa que só ridiculariza quem a fez pois não se pode tirar Deus do mundo embora muita gente que já nem existe o tenha tentado.
    O que é que virá a seguir?
    Proponho a todos os cristãos que nos unamos mais uma vez neste ataque a Cristo e à sua Igreja, que reforcemos as nossas ofertas na Igreja dos Mártires para pagarmos esta multa infame e que participemos em massa em todos os actos litúrgicos. Cristo está vivo!
    Assim Deus nos ajude.

    ResponderEliminar
  21. Cenas Quentes17/01/09, 10:34

    Este assunto, de que só agora me apercebi, arrefeceu como está a ser normal na vida portuguesa. Também é conveniente que esfrie o facto do sr. Cavaco Silva e o sr. Sócrates serem tão rápidos a gastar vinte e cinco milhões de euros dos miseráveis contribuintes na morte de 17 000 inocentes extraidos do ventre das suas mães.Isto só em 2008.
    E o rol de infâmias, não acaba. O sr. Cardeal Pariarca teve honras de primeira página, durante um dia mas a polémica arrefeceu logo pois evidenciar culturas que escravizam e mutilam genitalmente as filhas de Eva é melhor congelar.
    A multa dos Mártires nem teve honras de ser mencionada na comunicação social e certamente entrará nos assuntos enterrados e sem vida. Desde que haja católicos que só vivam para defender as costas dos pontapés sociais, que só medem as palavras para não prejudicar os seus interesses, e cuja fé seja defender a sua imagem.
    Felizmente que não há só destes. Quer queiram quer não ainda há dos outros.
    E têm um segredo escondido, uma grande chama: Caridade, Fé e ESPERANÇA.
    Anselmo Freire

    ResponderEliminar
  22. O verdadeiro «choque de culturas» é aqui, entre católicos e cultores do bezerro de ouro e do prazer acima de tudo. A Igreja está hoje e aqui sob um ataque sem precendentes desde o tempo da carbonária. Mas há-de resitir.
    Os católicos têm de pensar duas vez no que é que vão votar.

    ResponderEliminar
  23. V, Salgado22/01/09, 19:47

    O Senhor presidente da República muito indignado, devolve o diploma sobre... As estradas de Portugal; O sr. Primeiro ministro necessita imperterivelmente de casar homosexuais... A Assembleia da Câmara subitamente quer geminar Lisboa com Gaza e receber aqui uns rockets de graça. O que não tem graça é este entretenimento pouco sério dos nossos representantes públicos pagos a peso de oiro sobre problemas fúteis. No meio de tanta tolice o pormenor da multa, até parece que não é nada.

    V. Salgado

    ResponderEliminar
  24. Pode ser que o Freeport dê qualquer coisinha para ajudar a pagar a multa

    ResponderEliminar
  25. F. Salgado31/01/09, 12:16

    «Podemos ter a jóia da coroa da nossa cidade transformada num atalho?» Esta frase da cultura monárquica de António Costa fica-lhe muito bem. Foi dita quarta feira passada a propósito do reordenamento da trânsito da Baixa.

    A famigerada multa já não incomoda ninguém. Excepto talvez a quem teve o encargo inútil de a pagar.
    Acresce que o mais conveniente e melhor é não dar a cara atraindo futuras represálias do poder camarário. Como diz o povo: «Quem tem Costas tem medo».

    Podemos ter a jóia da coroa da Rua Garrett transformada num pretexto para extorsão de esmolas? Não, não podemos. A Nossa Rainha do Céu nos ajudará.

    ResponderEliminar

Os comentários publicados são da responsabilidade de Commonsense, pelo que não serão publicados ou serão apagados os que forem insultuosos, ofensivos ou de baixo nível.